Durante nova reunião entre a Secretaria de Estado dos Transporte (SETRANS) e a comissão da sociedade civil da Cidade de União foi declarado que a Empresa de Ônibus Arêa Leão Turismo é a nova dona da linha de transportes públicos entre União e Teresina. O aviso já foi publicado no Diário Oficial.

A empresa que já é responsável pelas cidades de Alto Longá, São João da Serra, Novo Santo Antônio, Pau D”arco, Coivaras e Prata do Piauí, agora substituirá a Translopes e a Transfurtado, em União.

A Arêa Leão começará a rodar na cidade a partir de segunda-feira (16), fazendo o mesmo percurso das anteriores e atenderá até o Povoado Novo Nilo. O valor da passagem de União a Teresina continua sendo de R$7,00; acordado após o protesto popular ocorrido em fevereiro.

O proprietário da empresa, Chico Arêa Leão, contou que os novos ônibus irão funcionar em todos os horários a fim de suprir as necessidades dos unionenses. “Nossos ônibus são confortáveis, possuem ar-condicionado e trabalhamos com segurança. Nossa intenção é oferecer o melhor serviço para melhorar o transporte público de União”, ressaltou.

Ele disse, ainda, que estão fazendo uma pesquisa a respeito dos horários a serem preenchidos, para não haver reclamações quanto à falta de ônibus e descumprimento de horários.

A Translopes continuará fazendo linhas entre as cidades de Miguel Alves, Porto e Lagoa Alegre, passando por União.

Entenda como tudo começou:

Em fevereiro deste ano, houve uma manifestação popular contra o aumento de passagens de ônibus e vans alternativas que fazem linha da cidade para Teresina.

Durante a manhã do dia 06/02, um grupo de cerca de 20 pessoas se concentraram próximo à ponte da Localidade São Felipe, zona rural de União, na PI 112, que liga o município à capital do Estado.

Ao obstruírem a via da estrada utilizando pneus, troncos de árvores, fogo e objetos diversos, o número de participantes cresceu. Cerca de 400 pessoas se uniram à causa, mas apenas um número de 100 manifestantes mostraram-se ativos no lugar, dentre eles, moradores da região, estudantes, trabalhadores e unionenses, em geral.

O manifesto foi organizado através de redes sociais e conseguiu chamar a atenção da imprensa local e de Teresina. Importantes meios de comunicação, como TV, portais de notícias e jornais impressos estiveram presentes, conferindo o protesto. Os populares também pedem melhorias no sistema de transporte público da cidade.

Vans, ônibus e demais veículos foram impedidos de trafegar no trecho da PI, sendo esta liberada apenas em casos extremos de necessidade.

A partir daí, a comissão responsável pelo protesto vêm tendo constantes reuniões com a SETRANS em busca de melhorias. A empresa Transfurtado chegou a fazer viagens entre União-Teresina, durante 5 meses em uma medida temporária e, agora, a Arêa Leão chega para ficar em definitivo na cidade, acabando com um monopólio existente há dezenas de anos pela Translopes.