Secretária Municipal de Educação, Gardênia Bezerra

Prefeitura fará reforma em prédio para atender adequação de modalidades de ensino

A Secretaria Municipal de Ensino do Município de Monsenhor Hipólito está promovendo adequações para garantir o ensino e aprendizagem de qualidade. Além das capacitações, a secretária Gardênia Maria Bezerra deu o pontapé inicial para fazer a reestruturação das modalidades de ensino, em prédios adequados a cada modalidade. O ambiente tem que ser propício ao seu público, aos usuários dos serviços educacionais e a aprendizagem.

Os alunos agora serão agrupados conforme a modalidade de ensino, em prédios próprios, como é o caso da unidade Gisele Bezerra, que está sendo reestruturada para receber os alunos da pré-escola que agora serão separados do ensino fundamental menor e maior, dando mais qualidade e espaço adequado ao desenvolvimento da respectiva modalidade de ensino.

Secretária Municipal de Educação, Gardênia Bezerra
Secretária Municipal de Educação, Gardênia Bezerra

O prédio passou por vistoria na parte de engenharia e recebeu o ateste para o funcionamento, além disso, foi feita a dedetização, carpina, pintura, retelhamento e reparos na estrutura que ainda receberá piso novo, muro e climatização para atender a determinação do prefeito municipal Zenon de Moura Bezerra que quer ofertar as melhores condições de ensino para o público escolar. Gestor pela quarta vez, tem a educação, saúde e assistência social como prioridades de seu governo.

A secretária Gardênia Maria Bezerra informou que a divisão por modalidade de ensino será melhor para as crianças que precisam de espaço adequados para o desenvolvimento da aprendizagem. “Vamos separar os  alunos do ensino fundamental menor e maior da pré-escola, agrupando pela modalidade de ensino e respectivamente pela faixa etária. Estamos pensando no melhor para os nossos alunos. A educação é desafiadora e precisar avançar”, disse Gardênia.

Ainda conforme a secretária, a transferência será para o prédio próprio que fica no final da principal avenida da cidade, próximo ao Centro de Convivência do Idoso. Local em que na gestão anterior funcionou outras modalidades educacionais e ninguém questionou ser inadequado. O que leva a crer ser nesse momento de início de governo denúncias ou insatisfações pessoais de alguns com a gestão que se inicia.

“Além do mais, a creche com crianças de três anos também funcionou próximo ao prédio em uma casaparticular, inadequada para os serviços educacionais das crianças e ninguém reclamou.  Antes o local não oferecia riscos e agora já oferece? Questionou. São reclamações que tem razão pessoal, por algum motivo, pois lá está sendo reformado e vai ser uma escola confortável e própria para atender a modalidade proposta”, enfatizou a secretária.

O prédio da Escola Gisele Bezerra passou por vistoria de engenharia e também pelos fiscais do Tribunal de Contas do Estado que estiverem na cidade e verificaram as condições das escolas do município. “Problemas sérios foram encontrados na Escola Padre Cicero que estava com o teto já para cair, em condições de risco e ninguém reclamou. O prefeito inclusive determinou que fosse feito reparos em caráter de urgência na estrutura para garantir o funcionamento daquela unidade de ensino.

Ela ainda comentou que o gestor anterior iniciou reforma no mercado público e deixou abandonado. Iniciou reforma do poliesportivo e deixou abandonado e ninguém reclamou. Fala da questão que fica próximo ao local onde há pessoas usando drogas, mas em qualquer ponto da cidade isso pode ocorrer, inclusive em algumas casas, então não há motivos para essa zoada toda. Lá vai ser colocado vigia e segurança e o ambiente será propício ao desenvolvimento educacional das crianças.